Caractéristicas , Cuidados – Tudo sobre Dálmata

Os dálmatas são muitos conhecidos por sua clássicas manchas ao redor do seu corpo, companheiros fiéis e atenciosos, até um certo ponto carentes por atenção, são algumas das características da raça Dálmata. Quem nunca ouviu falar desta linda raça de cães, que ficaram ainda mais conhecidos, após o filme e animação 101 dálmatas. Neste post falaremos um polco mais sobre ela.

História dos Dálmatas :

 




Não se sabe ao certo seu local de origem , porém o mais provável é que se deu na Dinamarca, devido a pinturas encontradas no século passado desta região, como referencia a um animal com pelagem similares a do dálmata. E o fato de que em alguns países os cães desta raça são conhecidos como pequenos dinamarqueses, reforçam esta teoria. O nome da raça vem de Dalmácia, região antiga localizada na Croácia , porém não se tem vestígios de se ter originado nesta região. Em outra versões de origem, se da indícios no antigo Egito e na Grécia antiga.

Devido a seu olfato afiado, sua primeira função foi tida como cão de casa, e posteriormente como cão de guarda, cão de tração, e até mesmo cão de briga. Sua bela aparência e postura , deu a ele sua utilidade mais relevada,  como cão de carruagem, foi assim na Inglaterra vitoriana, que o Dálmata era responsável pela proteção das cavalos contra o ataque de outros cães, seguindo na frente do lado ou atrás das carruagens, e proporcionando elegância ao passeio. Hoje em dia é utilizado com cão de companhia, e principalmente nos estado unidos como cão bombeiro.



 

 

características dos Dálmatas

Brincalhão, Extrovertido, Inteligente, Energético, Amigável, Ativo, Sensível, são dóceis e ao mesmo tempo protetores.

Altura:

Femea: 56 – 58 cm

Macho: 58 – 61

Peso:

Femea: 16 – 24 kg

Macho: 15 – 32 kg

Expectativa de vida:

De 10 a 14 anos de idade.

Cuidados com seu Dálmata

Embora possam viver fora de casas, lembrando que em climas quentes e temperado, recomenda – se deixá – los dentro de casa, na companhia dos seus donos. Os dálmatas sentem a necessidade de gastar suas energias com atividades interessantes e divertidas, caso isso não ocorra, podem apresentar comportamento destrutivos e excesso de latidos. Devido a isso devem se ter um calendário de atividades regulares de passeios, brincadeiras , e diversão, deixando – os correr livremente em locais adequados e seguros para seus animais.

As suas belas orelhas caídas, causam um grande incômodo a se pagar, a otites.  Devido a isso é necessário a higienização das mesmas diariamente, se não semanalmente , deve – se fazer a higienização com algodão e produtos próprios para evitar que abrigue bactéria e proliferem a doença.

Deve se ficar atento a manchas estranhas em sua pele, necessariamente na parte da pelagem branca, tem se a possibilidade do aparecimento de alergias na pelo. Caso isso ocorro deve ser levado ao veterinário para as devidas análises. Outros problemas de saúde que podem atingir os dálmatas são a displasia coxofemoral, entrópio, epilepsia, hipotireoidismo e problemas renais e hepáticos.

Caso seu Dálmata, deixe de atender os chamados costumeiros , fique atento, pois não são raros casos de dálmatas surdos. Recomenda-se que os cães desta raça façam exames de audição e displasia coxofemoral.

 

Quer saber mais sobre os Dálmatas, clique na imagem abaixo:




Deixe uma resposta